Elísio Freire Freire diz que "Mercedes" que circula nas redes sociais é uma montagem grosseira do PAICV

16 de abril de 2021

Elísio Freire, Vice-Presidente do MPD
A+ A-

MPD acusa o PAICV de importar reportagem de uma televisão estrangeira em plena campanha eleitoral para manchar o nome do partido, ligando-o à extrema direita. O Vice-Presidente, Fernando Elísio Freire, refuta todas as denúncias que ligam qualquer dirigente do MPD ao partido CHEGA, e diz que as imagens do veículo "Mercedes" que estão a circular nas redes sociais não passam de montagem grosseira feita por pessoas já identificadas e ligadas ao PAICV, pelo que vão intentar uma queixa - crime contra os protagonistas.

Face às declarações do vice-presidente do PAICV Rui Semedo, ontem, sobre a reportagem de uma televisão estrangeira, ligando o MPD ao partido da extrema direita portuguesa CHEGA, Fernando Elísio Freire deu voz ao partido esta sexta-feira para refutar todas as denúncias que considera estapafúrdias e sem pernas para andar.

Elísio Freire reitera que o MPD não tem e nunca teve a mais ténue ligação com o CHEGA e que o caso da nomeação do cônsul da Florida já foi amplamente debatido e esclarecido no Parlamento. Questionado sobre a alegada viatura Mercedes oferecida a um dirigente ventoinha em troca da tal nomeação, Elísio Freire afirma "a Mercedes que está aparecer nas redes sociais faz parte das viaturas do Primeiro-ministro. É um Mercedes eletrica, dentro do programa mobilidade eletrica. É uma manipulação grosseira feita pelo PAICV. Uma nptícia falsa, alimentadas pelos soldados digitais do PAICV".



Artigos Relacionados