Amadeu Oliveira é hoje arguido e advogado de defesa

25 de fevereiro de 2021

Amadeu Oliveira
A+ A-

O julgamento do advogado Amadeu Oliveira prossegue esta manhã a partir das 8h30. Acusado de 14 crimes de ofensa contra juízes do Supremo de Justiça, Amadeu Oliveira deve comparecer no Supremo Tribunal de Justiça às 10h30, mas como advogado de defesa de Arlindo Teixeira num caso que remonta a julho de 2015.

Emigrante em França e de férias em Santo Antão por 45 dias Arlindo Teixeira, primeiro, é agredido à pedrada tendo ficado com mazelas físicas substantivas, e depois volta a ser agredido pela mesma pessoa que, ferido de único golpe acaba por falecer dias depois.

E no dia 31 de julho de 2015 Arlindo Teixeira é detido preventivamente e depois, em 2016, condenado a 11 anos de prisão. Advogado Amadeu Oliveira entra com um recurso para o Supremo Tribunal de Justiça que, em 2017, reduz para 9 anos a pena de Arlindo Teixeira.

A questão vai ao Tribunal Constitucional que no dia 26 de abril de 2018 manda soltar Arlindo Teixeira tendo anulado todas as acusações e reconhecido que Arlindo Teixeira só agiu depois de agredido.

Aí o processo volta ao Supremo Tribunal de Justiça que interdita a saída de Arlindo Teixeira do país e com a obrigatoriedade de comparecer 3 vezes por semana na esquadra da polícia.

Ontem, em declarações à imprensa, Amadeu Oliveira confessa ter feito, de balde, a tentativa de encontrar um advogado para o substituir no caso Arlindo Teixeira.

O certo é que só agora, quase três anos depois do primeiro acórdão, o Supremo Tribunal de Justiça passa a considerar que o processo de Arlindo Teixeira tem de ser decido em carater de urgência, dizem alguns eminentes juristas contactos pela RCV que o Supremo Tribunal de Justiça está a agir de caso pensado para tirar partido do facto de Amadeu Oliveira estar a ser julgado.



Artigos Relacionados