Ordem dos Médicos defende implementação de um serviço eficaz de emergência pré-hospitalar

10 de agosto de 2022

A+ A-

A Ordem dos Médicos defende que Cabo Verde deve implementar, com a urgência possível, um serviço eficaz de emergência pré-hospitalar, para que os cuidados adequados, em situação de emergência, sejam universais e equitativos.

Ao reagir ao falecimento do jovem paciente transferido da ilha Brava e que morreu durante a operação, alegadamente feita em condições pouco seguras e adequadas, o bastonário da OMC lamentou o ocorrido e congratulou-se com a decisão, tomada pelo Governo, de mandar abrir um inquérito para que seja apurado o que realmente aconteceu.

Em entrevista à Rádio de Cabo Verde, Danielson Veiga confirmou que o jovem morreu devido a complicações causadas por uma crise aguda de leucemia, uma situação que o bastonário considera difícil de solucionar.

Aquele responsável aproveitou a ocasião para instar o Governo a retomar o processo de instalação de um serviço de emergência pré-hospitalar o “mais urgentemente possível”, um procedimento que, aliás, já se encontrava em andamento mas que foi interrompido pela pandemia da Covid19.aumentar com o tempo, em função do desempenho do banco.  
 
De acordo com dados avançados na sessão de hoje, a Bolsa de Valores de Cabo Verde, com mais este empréstimo obrigacionista, aumenta para mais de 2,6 milhões de contos o valor transacionado até agora, o que constitui motivo de muita satisfação por parte do presidente da   Bolsa de Valores de Cabo  Verde.

De acordo com Miguel Monteiro, existem outros factores a destacar e que reforçam a confiança no sistema, que é o facto de o empréstimo em referência ter sido subscrito por apenas um investidor e a circunstância de a remuneração da subscrição aumentar caso também aumentem os resultados do IIB ao longo desse período.

Artigos Relacionados

Programação

Mais Acedidos

Últimos Vídeos

Últimos Áudios