Notícias

ICIEG pretende transportar experiência cabo-verdiana em matéria de género para países africanos


10 Nov 2020 Sociedade

O ICIEG, Instituto da Igualdade e Equidade de Género, pretende transportar experiência cabo-verdiana em matéria de género para países africanos. As articulações já estão sendo feitas. Garante a presidente, Rosana Almeida, que falava, esta manhã, à Rádio de Cabo Verde na sequência da formação dos membros da Comissão de Género que terão o papel de monitorizar as políticas públicas de género.

A Comissão de Género é formada por elementos de cada Ministério e por organizações da sociedade civil. O trabalho desta Comissão que agora se capacita é seguir as políticas de género, particularmente a implementação de medidas sensíveis ao género no plano de desenvolvimento sustentável, nos planos estratégicos e nos de cada setor. No fundo, esclarece a presidente do ICIEG - Rosana Almeida, o que se quer é a transversalização da abordagem de género.

Garante Rosana Almeida que o ICIEG vai fazer um seguimento permanente em cada setor e exigir respostas quanto à efetiva transversalização da abordagem do género nas políticas públicas.

Cada setor tem a sua prioridade, mas o ICIEG, apesar das grandes linhas constantes do Plano Nacional de Igualdade de Género, estabelece as principais metas.

A meta do ICIEG se estende além-fronteiras. O Instituto da Igualdade e Equidade de Género, segundo a sua presidente, pretende levar as suas boas práticas a outros países da região.

O ICIEG é quem preside a Comissão Interministerial para a Transversalização da Abordagem de Género. Hermen Alfredo / RCV


Reportagem RCV com jornalista Hermen Alfredo



Relacionados

Comentários