Notícias

PR defende pacto político pós-eleitoral para relançar o país depois da pandemia


29 Set 2020 Política

O Presidente da República propôs, hoje, um pacto alargado de incidência política, económica e social, entre as principais instituições e entidades intervenientes na vida pública cabo-verdiana, nomeadamente partidos, organizações sindicais e da sociedade civil e operadores económicos, para o combate à epidemia de Covid19 e o relançamento do país depois da crise.

Jorge Carlos Fonseca, que falava no final da reunião do Conselho da República, que se reuniu hoje, justamente para debater a situação epidemiológica, económica e social nacional, disponibilizou-se para ajudar na concretização dessa ideia, desde que ela não ponha em causa a dinâmica da democracia.

“É uma ideia que tem de ser discutida, ponderada e reflectida noutros espaços, visando um diálogo nacional e um compromisso entre as forças políticas, os actores sociais e os operadores económicos, e nós defendemos que isso seja feito em condições tais que não ponham em causa a natureza pluralista do regime e os mecanismos concorrenciais de acesso ao poder”, especificou o chefe de Estado.

O Presidente da República ressalvou o facto de o país se encontrar em pleno período de disputa política e de pré-campanha para eleições, e defendeu, por isso, que a iniciativa agora proposta só deverá ser debatida depois de passado esse ciclo de luta política para as autárquicas, legislativas e presidenciais.

“Havendo consenso, o que eu digo é que, como Presidente da República, estarei disponível para ajudar a encontrar os caminhos dessa convergência e desse eventual compromisso”, garantiu Jorge Carlos Fonseca.

Fonte: RCV/Carmelita do Rosário
Edição Multimédia. Orlando Rodrigues

Comentários

Pesquisar