Notícias

FECAP aplaude decisão de adiar ano lectivo na Praia


28 Set 2020 Sociedade

A Federação Cabo-verdiana dos Professores (FECAP) considera positiva a decisão do Ministério da Educação de adiar o início das aulas presenciais no município da Praia, por causa da Covid19, uma medida que, segundo aquela organização laboral, já devia ter sido tomada há mais tempo.

O presidente da FECAP afirmou que a sua organização sempre defendeu que, nos municípios de locais de maior propagação da doença, as aulas presenciais não deviam arrancar.

João Cardoso criticou, aliás, a forma como o Ministério da Educação tem vindo a tomar certas decisões, sem ter em conta, na sua óptica, a opinião dos professores e dos sindicatos que os representam.

“O Ministério da Educação tem feito orelhas-moucas a algumas propostas que nós vimos fazendo, programando tudo a seu bel-prazer, o que nos conduziu a esta situação”, lamentou João Cardoso, para quem “os pais e encarregados de educação ficaram sem saber o que fazer, e pior ainda, os alunos”.

O responsável sindical, face à alegada inoperância e incapacidade para ouvir propostas, acredita, no entanto, que os professores “saberão enfrentar a situação” e, juntamente com os alunos e pais e encarregados de educação, trabalhar para conter a propagação da Covid19 nas escolas.

O presidente da FECAP garante que os professores estão motivados e que querem trabalhar, mas exigem que o Governo lhes dê garantias de segurança sanitária nos estabelecimentos escolares.

Fonte: RCV

Edição Multimédia: Orlando Rodrigues        

Comentários

Pesquisar