Notícias

Ministério da Família e Inclusão Social garante continuação na aposta em formação de cuidadores


Mónica Furtado, Directora-geral da Inclusão Social
26 Set 2020 Sociedade

Ministério da Família e Inclusão Social vai continuar a apostar na formação de cuidadores, bem como na mobilização de recursos para que haja mais estruturas de cuidados acessíveis às populações de baixa renda.

A garantia é da Directora-geral de Inclusão Social. Mónica Furtado falava à margem do encerramento, na sexta-feira, de uma formação em pequenos negócios na área de cuidados onde se reiterou o sector como uma oportunidade para o sector privado.

São 32 cuidadores, sobretudo mulheres, que participaram na formação de pequenos negócios na área de cuidados que decorreu entre Julho e Setembro, numa parceria do Ministério da Família e Inclusão Social e a Morabi.

Maria do Rosário Martins, uma das formadoras, avançou à RCV que pelo menos 14 planos de negócios foram criados.

O Plano Nacional de Cuidados prevê que a área de cuidados não seja de actuação exclusiva do sector público, defende a Directora Geral de inclusão social, Mónica Furtado. Daí também o investimento na capacitação em pequenos negócios para as cuidadoras.

A carteira profissional de cuidadores está a ser trabalhada pelo sistema nacional de qualificações, e o perfil do cuidador já consta do catálogo nacional. A tutela da inclusão social vai continuar a investir no alargamento do sistema, garante Mónica Furtado.

Nos últimos dois anos também com o apoio das Nações unidas o Ministério da Família e inclusão social proporcionou a formação inicial de cerca de 350 cuidadores.
 
Miriam Lopes dos Santos, RCV
Editado por Benvindo Neves



Relacionados

Comentários

Pesquisar