Notícias

Debate Estratégico sobre Turismo durante dois dias com olhos nos desafios impostos pela covid-19


13 Jul 2020 Economia

As Grandes Opções do Plano Estratégico de Desenvolvimento do Turismo Sustentável e os Master-planos de Turismo das 9 ilhas são os instrumentos que estarão em cima da mesa para análise.

Analisar os ajustes que a crise provocada pela pandemia da covid-19 impõe fazer aos instrumentos de planeamento do turismo sustentável 2030, é um dos objectivos do debate estratégico sobre o turismo sustentável que começou hoje na Praia.

Segundo o Ministro do Turismo e Transportes a segurança no setor do turismo vai merecer uma atenção especial, a começar pela segurança das ligações aéreas interilhas que começam na quarta-feira.

 Segundo o ministro do Turismo e Transportes estes instrumentos estão “bem desenvolvidos”, mas a pandemia da covid-19 obriga a uma revisão para introdução de ajustes, designadamente para a garantir a segurança sanitária.

“Obviamente que, com esta pandemia, a segurança sanitária é uma variável que vem emergir e que obriga-nos a ter uma atenção redobrada se queremos continuar a ter um destino competitivo e que ombreia com os outros destinos a nível mundial. Por isso é que há este trabalho que está a ser feito a nível de introdução dos protocolos, procedimentos e regras a nível dos hotéis, dos aeroportos, dos restaurantes, para fazer face a esse situação e transmitir um sentimento de segurança junto daqueles que nos visitam.”

Carlos Santos acredita que esta obrigação de garantir a segurança sanitária do destino Cabo Verde, pode ser uma oportunidade para o país se transformar numa plataforma de turismo de saúde.

“A covid-19 traz grandes desafios, mas também traz oportunidades. A necessidade de termos aqui a segurança sanitária como sendo uma nova variável que vem juntar-se às muitas outras variáveis para aquele que viaja, obriga-nos a olhar para a saúde com muita atenção. Qualquer um que queira viajar, nos próximos tempos, irá perguntar pelas condições de infra-estruturação de saúde dos países. E é uma oportunidade que Cabo Verde tem, não só porque é obrigatória, mas também de transformar o país numa plataforma que possa vir a acolher o turismo de saúde. É exigente, mas é possível de fazer.”

A preocupação com a segurança sanitária não é só para os que nos visitam, mas também para as ligações internas. O ministro Carlos Santos garante que tudo está a posto para a retoma com segurança, na quarta-feira, das ligações aéreas entre as ilhas.

“Já foram criadas as condições a nível do Ministério da Saúde e tudo está a postos para que isso aconteça de forma segura e com tranquilidade, exigindo isso da parte das autoridades e, também apelando a população para também comportar-se e fazer com que todo esse processo seja feito conforme as regras definidas.”

Durante dois dias especialistas e partes interessadas do setor do turismo vão, através de vídeo conferência, analisar os ajustes que a crise provocada pela pandemia da covid-19 impõe fazer aos instrumentos de planeamento do turismo sustentável 2030.

Humberto Santos, RCV
Editado por Benvindo Neves



Relacionados

Comentários

Pesquisar