Notícias

EUA já formalizaram pedido de extradição de Alex Saab


03 Jul 2020 Sociedade

Os Estados Unidos da América já pediram, formalmente, às autoridades cabo-verdianas a extradição de Alex Saab Morán, descrito como testa-de-ferro de Nicolás Maduro e detido no arquipélago desde 12 de Junho, confirmou à Lusa fonte do Governo.

O pedido formal de extradição foi feito através da Procuradoria-Geral da República (PGR) e o processo envolverá ainda um pedido de autorização ao Ministério da Justiça, explicou a mesma fonte.

Contudo, o processo de extradição comporta uma fase administrativa, com intervenção da ministra da Justiça, que pode dar o aval ou não, e uma fase judicial, que cabe neste caso ao Tribunal da Relação do Barlavento (segunda instância), na ilha de São Vicente, a qual começa “após a decisão favorável do pedido de extradição” daquele membro do Governo, explicou anteriormente à Lusa fonte da PGR.

Desde que foi decretada a prisão preventiva de Alex Saab, para efeitos de extradição, dois dias depois da detenção na ilha do Sal, ao fazer escala quando, segundo o Governo da Venezuela, viajava como seu “enviado especial”, os Estados Unidos tinham 18 dias para pedir a sua extradição. Assim, o pedido foi feito a Cabo Verde antes de terminar esse prazo, que ainda poderia ser prorrogado para 40 dias.

Alex Saab, de nacionalidade colombiana e com passaporte venezuelano, foi detido na noite de 12 de Junho com base num mandado de captura internacional emitido pelos EUA.

O Governo venezuelano denunciou que a detenção de Alex Saab Morán foi “ilegal”, por estar em missão oficial com “imunidade diplomática”. A detenção foi classificada pelo Governo da Venezuela como “arbitrária” e uma “violação do direito e das normas internacionais”.

Em 2019, procuradores federais em Miami, nos EUA, indiciaram Alex Saab e um seu sócio, por acusações de operações de lavagem de dinheiro, relacionadas com um suposto esquema de suborno para desenvolver moradias de baixa renda para o Governo venezuelano, que nunca foram construídas.


RCV
Disponibilizado online, pela Multimédia RTC


Peça na íntegra, com o jornalista Moisés Évora



Relacionados

Comentários

Pesquisar