Notícias

Covid-19. Dez das 14 pessoas que já morreram tinham mais de 60 anos. Artur Correia pede responsabilidade para se proteger idosos


30 Jun 2020 Sociedade

Cabo Verde registou esta segunda-feira, 29, mais duas mortes associadas à infecção pelo novo coronavírus, elevando o total para 14 desde o início da pandemia no país.

Das pessoas que já faleceram por covid-19 em Cabo Verde, dez são pessoas de mais de 60 anos. Por isso, o Director Nacional de Saúde pede “responsabilidade” para proteger os idosos.

Cabo Verde atingiu ontem um total de 1.165 casos confirmados, dos quais 607 recuperados e tem 543 casos activos da doença.

Na conferência de imprensa para o habitual ponto de situação da pandemia em Cabo Verde, O Director Nacional de Saúde disse que houve, na semana passada, um ligeiro aumento de casos a nível nacional, mas avançou que a maioria tem que ver com o foco na ilha do Sal.

Em relação à cidade da Praia, Artur Correia afirma que a situação é “estacionária.”

Artur Correia voltou a insistir que é “impossível” não continuar a ter casos noutras ilhas do país, tendo em conta a circulação de pessoas, pelo que pede responsabilidade, não só das instituições, mas também das populações.

O responsável anunciou “para breve” a abertura de mais três laboratórios de virologia: um no Sal, outro no Fogo e ainda mais um na Cidade da Praia.

Do total de doentes ativos, Artur Correia avançou que 12 estão em internamento hospitalar, sendo sete na Praia, quatro em Santiago Norte e um no Sal.



Relacionados

Comentários

Pesquisar