Notícias

Ilha do Sal é a primeira a ser preparada para retoma do turismo internacional, já a partir de Julho


Praia de Santa Maria, ilha do Sal
26 Mai 2020 Economia

É uma informação avançada na noite desta segunda-feira, no programa Discurso Direto pelo Ministro do Turismo e Transportes.

Carlos Santos assegura que uma empresa espanhola está a montar um programa de segurança sanitária cuja finalidade é preparar os operadores.

“É um programa sanitário que tem de ser desenvolvido com o apoio e em coordenação com o Ministério da Saúde para conseguir garantir segurança, um turismo seguro, para tranquilizar aquele que nos vem visitar”.

Esse programa sanitário implica a certificação dos hotéis, restaurantes, até agências de viagens. Quem vai fazer essa certificação?

"Nós temos as autoridades com as competências bem definidas em Cabo Verde. A IGQPI, Instituto de Gestão da Qualidade e Propriedade Intelectual, que é uma instituição que tem a função de, não de certificar, mas de determinar tudo o que seja competências das entidades que são certificadoras. Ou seja, teremos as entidades que serão acreditadas para certificar. O Ministério [do Turismo e Transportes] contratou uma consultoria internacional para preparar essas empresas. Numa primeira fase, a começar pela ilha do Sal, nós vamos ajudar essas empresas, os hotéis, os bares, a estarem preparados para terem esses procedimentos, esse conjunto de regras de higienização, de comportamento dos trabalhadores, do comportamento dos próprios clientes.”

O Ministro do Turismo e Transportes garante que a abertura da ilha da Boa Vista ao turismo internacional vai acontecer em Setembro. Segundo Carlos Santos está ainda por decidir se Cabo Verde vai adotar um cartão sanitário digital seguindo a prática de alguns países.

“O chamado passaporte de imunidade, que também já foi lançado nas Canárias, juntamente com a Organização Mundial do Turismo, é uma das boas práticas que nós estamos abertos e já começamos a analisar se poderá ser utilizado.  Neste momento, cada país tem de ter a capacidade de garantir que as regras de controlo sanitário estão a ser implementadas, estão a ser feitas em prol de um controlo e de uma segurança, e de garantir a segurança aos nacionais, aos turistas e aos operadores turísticos. Só assim conseguiremos captar e conquistar os operadores turísticos.”

Carlos Santos revelou ainda que estão a decorrer negociações com a Icelandic sobre o futuro da TACV - Cabo Verde Airlines, que recomeça a operar em Julho próximo. Estas e outras questões foram desenvolvidas no programa Discurso Directo, desta segunda-feira. Pode ouvir na íntegra aqui:

http://www.rcv.cv/index.php?paginas=9&id_cod=13932&fbclid=IwAR28WJf7R9Cfv--EiTiyjghY8ghvcc6iy66MPD3gGxCI733M4T_yAskma-8


Julio Vera-Cruz, RCV/Praia
Editado por Benvindo Neves



Relacionados

Comentários

Pesquisar