Notícias

Balanço Estado Emergência: "É preciso cumprir ainda mais e não fintar as proibições” - Primeiro-ministro


Ulisses Correia e Silva, Primeiro-ministro
07 Abr 2020 Sociedade

O Estado de Emergência está na sua segunda semana. Foi no domingo, 29 de Março, que o decreto entrou em vigor, colocando Cabo Verde a viver uma situação totalmente nova nestas três décadas de Democracia.

Após o Estado de Emergência ter completado uma semana, o Governo, através do Primeiro-ministro, veio a  público fazer o balanço a meio percurso. Ulisses Correia e Silva notou que se está a cumprir as medidas decretadas, mas pediu mais rigor e colaboração.


“O país está em Estado de Emergência e o balanço até agora é positivo. Na sua grande maioria, as pessoas estão a cumprir, mas é preciso cumprir ainda mais, com mais rigor. É preciso que todos cumpram, não fintar as restrições e as proibições, porque podem colocar em causa a sua saúde, a saúde da sua família e a saúde das comunidades. É preciso cumprir, cumprir com rigor”.

Lembra o Primeiro-ministro que as medidas restritivas têm por objetivo proteger a saúde individual e coletiva, dai a razão do isolamento social.

“Quanto mais pessoas estiverem em casa, menos infectados com a doença existirão, menos pressão existirá sobre os hospitais, melhores condições os profissionais de saúde terão para fazerem o seu trabalho, para tratarem, cuidarem e salvarem vidas. Com o Estado de Emergência, passou a ser obrigatório o isolamento social, o confinamento, a restrição e a mobilidade de pessoas, seja a pé, seja em viaturas. É e uma medida de protecção da saúde pública”

Aos cabo-verdianos, o Chefe do Governo pede colaboração e compreensão pelas medidas e pela situação que, como diz, não é fácil, mas é necessário.

“Todos sabemos que não é fácil, mas é necessário que continuemos e reforcemos. É um apelo para todos e para cada um, cada um conta neste princípio de garantir que todos fiquem em casa. Está nas nossas mãos, está nas mãos de cada um”, rematou o Chefe do Governo, expressando estas últimas palavras na língua cabo-verdiana.

O Governo reconhece o bom desempenho das forças de segurança neste período do Estado de Emergência. o Primeiro-ministro deixou a garantia de que o executivo tudo fará para dar resposta à situação, reajustando as medidas de prevenção e de tratamento aos casos do COVID-19 que possam vir a surgir.




Relacionados

Comentários

Pesquisar






ESTATUTO EDITORIAL RCV