Notícias

41 famílias vão receber as chaves das novas habitações construídas no âmbito do programa de requalificação e ordenamento do bairro da Boa Esperança na Boavista


Eunice Silva e José Luís Santos
14 Dez 2019 Sociedade


Falando em conferência de imprensa, a Ministra das infra-estruturas e habitação, Eunice Silva, disse que perto de 600 famílias serão contempladas com casas novas até o final do mandato, projeto de realojamento que se estende também a outros dois bairros na ilha do Sal.


Desde a primeira hora diz Eunice Silva, o Governo definiu como uma das prioridades a requalificação da Boa Esperança lá onde era possível, demolir as barracas e construir casas condignas para o realojamento dos habitantes locais. Uma tarefa executada sempre de acordo com a governante, em estreita sintonia com as autoridades locais e habitantes do referido bairro.

Quanto ao realojamento nesta primeira fase são contempladas 41 famílias, devendo o processo se realizar de forma faseada, para até o final da legislatura em 2021 avança Eunice Silva, todas as famílias serem beneficiadas.

Dados avançados pela ministra das infra-estruturas e habitação na conferência de imprensa, indicam que o tecto máximo das rendas ronda os 15 mil escudos para uma casa T3, mas cada família vai pagar de acordo com o seu rendimento financeiro, sendo que as pessoas com maiores condições pagam mais e as que possuem menores capacidades financeiras pagam menos.

Equipas técnicas do ministério das infra-estruturas estarão no terreno para acompanhar sempre em estreita sintonia com as populações, para que o processo decorra dentro da normalidade.


Eugénio Teixeira - RTC/Praia

Disponibilizado online por Mário Almeida

Comentários

Pesquisar