Notícias

Cabo Verde acolha primeira mesa redonda dos Conselheiros de Segurança Nacional da África Ocidental


Paulo Rocha - Ministro da Administração Interna
22 Nov 2019 Política


A sub-região da CEDEAO enfrenta múltiplos desafios em termos de segurança e os dirigentes estão cientes deste facto e trabalham para coordenar as ações e reforçar a segurança nacional e coletiva.


É o que se pode depreender das palavras do Ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, após a cerimónia de abertura da primeira reunião dos Conselheiros Nacionais da Defesa de dez países da CEDEAO, mais Mauritânia e Marrocos que acontece na Praia.

De entre os desafios, em posição cimeira, o Ministro da Administração Interna aponta o terrorismo, mas assinala outros que merecem atenção dos responsáveis de segurança na CEDEAO e não só.

Apesar de existirem vários desafios o Ministro da Administração Interna acredita que os riscos são até certo ponto menores, em relação a Cabo Verde, por ser um arquipélago, o que não quer dizer que os dirigentes cabo-verdianos, responsáveis pela segurança nacional, não estejam atentos e a trabalharem em coordenação com colegas de outros países.

Durante o discurso de abertura, o Ministro Paulo Rocha demonstrou solidariedade para com as forças de segurança do Burkina Faso, Mali e Níger, países presentes na reunião e que enfrentam ações terroristas de matriz yajadista.
 
A propagação do ébola, que já afeta a Serra Leoa, a migração irregular, o tráfico de pessoas, de droga e de armas, foram apontados como problemas que devem fazer com que cada Estado trabalhe para não ser afetado e ou não se transformar numa plataforma de ligação.


Anatólio Lima - RTC/Praia

Disponibilizado online por Mário Almeida

Comentários

Pesquisar