Notícias

Candidatura de José Sanches à liderança do PAICV estranha a antecipação da data das eleições internas


Osvaldino Semedo
16 Nov 2019 Política


A antecipação para 22 de Dezembro das diretas para a eleição do Presidente do PAICV causa estranheza à candidatura de José Manuel Sanches e pode conduzir a uma elevada taxa de abstenção.


É uma observação do secretariado da candidatura, Osvaldino Semedo, que sustenta que a realização das diretas em Dezembro e não Janeiro como anunciado anteriormente pode provocar a abstenção devido à aproximação das festas do Natal.

A candidatura de José Manuel Sanches continua a dizer que o Secretariado Geral do PAICV ainda não facultou o acesso à base de dados. E agora, diz Osvaldo Semedo que a liderança do partido já esclareceu que a candidatura terá acesso à base de dados dos membros quinze dias antes do ato eleitoral ao mesmo tempo que todos os militantes.

Na otica de Osvaldino Semedo trata-se de uma interpretação abusiva e manipuladora do artigo segundo do Regulamento para a eleição direta do presidente.

Na conferência de imprensa, a candidatura de José Manuel Sanches pede à liderança do PAICV que reveja a decisão, autoriza os membros com quotas em atraso a votarem nas diretas e para o congresso mas os afasta da eleição para a eleição para o Conselho Nacional e para a comissão Nacional de Jurisdição e Fiscalização.

Para já Osvaldino Semedo afasta a possibilidade de recua da candidatura de José Manuel Sanches. Mas esperam que os cadernos eleitorais sejam disponibilizados até de 22 de Novembro próximo.

A candidatura de José Manuel Sanches pede ainda a criação efetiva da Comissão Eleitoral. E mais, quer saber se a criação da Comissão de Revisão dos Estatutos inviabiliza ou não a apresentação de propostas de revisão pelas candidaturas.


Júlio Vera-Cruz Martins - RTC/Praia

Disponibilizado online por Mário Almeida

Comentários

Pesquisar