Notícias

Associação dos Guardas Prissionais não pactua com a corrupção no seio da classe e exorta os seus membros a trabalhar de forma transparente


Cadeia de São Matinho
12 Nov 2019 Sociedade


É a reação do Presidente da Associação ao alegado caso de um agende da guarda prisional interceptado, no último sábado, a tentar introduzir droga no interior da cadeia central de São Martinho.


Bernardino Semedo observa que o agente em causa foi surpreendido por um colega quando ía começar o seu turno laboral.

O Presidente da Associação dos Guardas Prisionais não especifica a quantia da droga e deu conta ainda de que o agente em causa ía ser apresentado ao ministério público ontem.

Bernardino Semedo tinha denunciado à primeira comissão especializada do parlamento, nas vésperas do debate sobre estado da justiça, a insegurança reinante nas cadeias do país nomeadamente a entrada de telemóveis e drogas de forma descontrolada.

O Presidente da Associação dos Agentes de Segurança Prisional justificara a situação com falta de material para fazer revista, e escassez de agentes de segurança prisional.


Carlos Santos - RTC/Praia

Disponibilizado online por Mário Almeida



Comentários

Pesquisar