Notícias

Cenários de incerteza no novo modelo de políticas públicas pós-Cotonou entre UE-PALOP-Timor Leste


Jorge Santos - Presidente da Assembleia Nacional
15 Out 2019 Política


Deputados e responsáveis dos ministérios das Finanças e dos Negócios Estrangeiros analisam novo modelo de políticas públicas entre a União Europeia, Pró-Palop e Timor Leste.


O arranque dos trabalhos, que decorrem durante três dias, na Praia, foi marcado pelo alerta do Presidente da Assembleia Nacional. Independentemente do figurino que vier a ser adotado, é necessário, diz Jorge Santos, conservar os projetos comuns e alarga-los a outras dimensões.

Outro aviso deixado pelo Presidente da Assembleia Nacional é para que o novo quadro de diálogo político com a União Europeia não descure as caraterísticas dos pequenos Estados insulares em desenvolvimento, como Cabo Verde.

Dos deputados presentes na discussão do futuro quadro de diálogo com a União Europeia, Jorge Santos quer que interpretem bem as necessidades das populações que representam e as perspectivas futuras do País. Só desta forma, reconhece, o novo modelo de diálogo trará benefícios a Cabo Verde.

Ao encontro da Praia segue-se, ainda este ano, um outro encontro, o de Luanda, em que os restantes países africanos de língua portuguesa e Timor Leste vão apresentar as suas contribuições para o novo modelo de políticas públicas entre os Países de África, Caraíbas e Pacífico e a União Europeia.


Carlos Moniz - RTC/Praia

Disponibilizado online por Mário Almeida

Comentários

Publicidade