Notícias

FICASE pretende distribuir 20 mil kits escolares no ano letivo 2019-2020


FICASE
19 Set 2019 Sociedade


Enapor, UNICEF e Spencer Construções, associam-se ao programa de Kits escolares, juntando-se assim às restantes entidades públicas e privadas, que fazem parte da parceria estratégica concebida pela FICASE para garantir o apoio que anualmente vem prestando a alunos dos diferentes níveis de ensino com dificuldades socioeconómicas.


Para este ano, a Fundação garante, que o programa de Kits vai beneficiar 20 mil alunos e o ministério da educação anuncia que este ano com a retirada da subsidiação das propinas às famílias, no nono e décimo anos, o acesso ao ensino torna-se gratuito do primeiro ao décimo ano de escolaridade através diretamente do orçamento de Estado.

Os novos parceiros Enapor, UNICEF e Spencer Construções vêm juntar-se este ano letivo à Caixa Económica de Cabo Verde, Compal, CV Telecom, Banco Interatlântico, Bolsa de Valores, Garantia, entre outros habituais parceiros da FICASE, no âmbito da campanha nacional de kits escolares.

Um acréscimo, que acaba de ser oficializado com a renovação, do protocolo entre a Fundação Cabo-verdiana de Acção Social Escolar e as empresas patrocinadoras, durante a qual, o Presidente da Fundação, Albertino Fernandes, realçou que este ano, o programa vai beneficiar 20 mil alunos e assinalou melhorias nos resultados em outros programas da Fundação.

Em nome das empresas e restantes instituições, Ana Silva do Banco Inter-atlântico, manifestou a satisfação dos parceiros em colaborar com a campanha nacional de kits escolares.

A Diretora Nacional Educação, Sofia Figueiredo, destacou, por seu lado, como uma das principais medidas de acesso ao sistema educativo a retirada da subsidiação das propinas no décimo e nono ano, fechando assim o ciclo gradual de passagem ao custeio direto, através do orçamento de Estado, do 1º ao décimo ano de escolaridade.


Cândido Amorim Fortes - RTC/Praia

Disponibilizado online por Mário Almeida

Comentários

Publicidade