Notícias

Cada cidadão deve ser o seu próprio fiscalizador no processo de implementação da nova Lei do Álcool


Alcool
14 Set 2019 Sociedade


O apelo é da psicóloga e membro da Comissão de Coordenação do Álcool e outras Drogas durante a socialização da lei, no bairro de Ponta Dágua, na Praia.


A técnica afirma ainda que é preciso ser destemido para se fazer denúncias de atos que vão contra a Lei e reconhece que a fiscalização não será tarefa fácil.

A Associação da Coalizão Comunitária Anti Drogas de Ponta Dágua esteve juntamente com a comissão na ação de sensibilizar ontem à tarde. Celestino Lobo, Presidente da organização destaca a educação como algo fundamental neste processo.

A nova Lei do Álcool a ser implementado a 5 de Outubro de 2019, 180 dias após publicação, traz novas perspectivas e abordagens como coimas que variam de 10 mil escudos a 800 mil escudos.


Joana Olinda Miranda  - RTC/Praia

Disponibilizado online por Mário Almeida


Celestino Lobo

Comentários

Publicidade