Notícias

Em 2018, cerca de 11% dos cabo-verdianos que viajaram para os EUA com visto de turismo ultrapassaram o tempo de estadia


Jeff Daigle - Embaixador dos Estados Unidos da América em Cabo Verde
11 Set 2019 Política


uma questão que pode levar a diminuição do número de vistos que a embaixada americana concede a cidadãos do arquipélago e que, segundo o novo embaixador dos Estados Unidos, coloca Cabo Verde no mesmo nível de países como a Somália e o Sudão.


Jeff Daigle, falava aos jornalistas à margem da apresentação das cartas credenciais ao Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca.

O diplomata disse que dos cinco mil cabo-verdianos que viajaram para os EUA em 2018, cerca de 11 por cento ultrapassaram o período de estadia que normalmente é de seis meses. Algo que pode prejudicar os outros cidadãos que estejam a solicitar visto de entrada nos Estados Unidos.

Durante a apresentação das cartas credenciais, Jeff Daigle referiu as relações entre os dois paises cujo bicentenário está a ser comemorado este ano e prometeu continuar a trabalhar para o fortalecimento dessas relações nomeadamente nos domínios da segurança e reforço do Estado de Direito e Economia.

Jeff Daigle avançou que irá participar no Cabo Verde Investiment Forum, que o Governo cabo-verdiano realiza no final deste mês em Boston onde pretende também encontrar-se com a comunidade cabo-verdiana.

Diplomata de carreira, o novo embaixador desempenhou nos últimos anos a função de diretor executivo interino para a comissão consultiva de diplomacia pública nos Estados Unidos.


Carla Lima - RTC/Praia

Disponibilizado online por Mário Almeida

Comentários

Publicidade