Notícias

Investigações sobre a morte dos 8 golfinhos na Boa Vista


10 Set 2018 Ambiente

Equipa do Instituto de Saúde Animal, da Universidade de Las Palmas, está na ilha da Boa Vista desde sábado.

O objectivo é a recolha de amostras dos oito golfinhos que morreram na praia da Varandinha na passada quinta-feira, quando dezenas quase deram à costa e foram salvos graças à intervenção de associações ambientalistas na ilha.

As amostras recolhidas, este fim-de-semana, vão ser levadas para as Canárias, depois de uma autorização da Direcção Nacional do Ambiente.

Para o Primeiro Jornal, a doutoranda Nakita Câmara, portuguesa de origem, confirma que as causas da morte só podem ser conhecidas após as análises. (Ouvir peça na íntegra no fim).

E, para tirar proveito da estada dos especialistas do Instituto de Saúde Animal, das Canárias, começa, hoje, uma formação dirigida às diversas associações ambientalistas que atuam na ilha da Boa Vista. Uma informação confirmada bióloga Carolina Oujo, da Bios Cabo Verde.

Diz Carolina Oujo, que a formação do pessoal na ilha em matéria de cetáceos tem como objetivo final a criação de uma rede para que, se possível, uma actuação correcta sempre que haja acontecimentos como a dos golfinhos na passada quinta-feira.


Mais desenvolvimentos nos principais serviços informativos da RCV, às 07h, 13 e às 19h | http://www.rtc.cv/rcvdirecto/ e da TCV, às 13h, 17h e às 20h | http://www.rtc.cv/tcvdirecto/.


Júlio Vera-Cruz Martins - RTC/RCV
Disponibilizado online pela Multimédia - RTC


Declarações de Nakita Câmara - Golfinhos na praia de Varandinha, Boa Vista

Comentários

Publicidade