Notícias

Armadores reagem sobre Taxa de Segurança Maritima


29 Ago 2018 Sociedade

Armadores da Marinha Mercante consideram de elevada  a Taxa  de Segurança marítima  recentemente   aprovada   pelo   Governo.

O Presidente da Associação, João Guilherme, sugere ao Governo para,   em vez de limitar-se a   introduzir taxas  para resolver   os  problemas de segurança,  devia  além disso,  apoiar os  armadores  na resolução dos problemas que enfrentam  no dia.
 
Com  a entrada em vigor da A taxa de segurança marítima  os navios nacionais passam a pagar    mil e 500  escudos   cada vez que entra   num  porto nacional .
João Guilherme, Presidente da Associação de Armadores da marinha mercante, em entrevista a rádio de Cabo Verde,   apesar de não ser contra a referida  taxa  considera-a  exagerada.

Entende   João Guilherme que o Governo deveria   criar  condições  para  que os armadores   possam  desempenhar  a sua actividade   da melhor forma . Pois a  assim estariam    em condições    de   contribuir  para  segurança    marítima  que é algo que lhes  interessa  também.  

O Presidente da Associação de Armadores da Marinha Mercante a pedir ao  Governo para  apoiar  a associação    na  aquisição de novas embarcações  e que ajuste   o frete  que há muito está desactualizado. João  Guilherme acredita que assim o Governo terá  meios  para  garantir a segurança  marítima  em vez de estar a criar  taxa   para  sufocar   financeiramente os armadores.  

Joana Lopes-RCV
Disponibilizado online por Cláudia Livramento


Reportagem com a jornalista Joana Lopes

Comentários

Publicidade