Notícias

Acidente de viação em Porto Povo provoca dois mortos e mais de uma dezena de feridos


13 Ago 2018 Sociedade

O acidente aconteceu entre as cinco e seis horas da tarde de ontem na zona de Fundão, a cinco quilómetros da cidade do Porto Novo.

A viatura Toyota Dina transportava cerca de 20 pessoas e vinha de Ribeira dos Bodes. Excesso de velocidade pode ser a causa da ocorrência.

Dois mortos e vários feridos – cerca de quinze, segundo nos disse a doutora Janilsa Silva que estava de plantão no Centro de Saúde em Porto Novo é a consequência de um grave acidente de viação acontecido na tarde deste domingo.

O acidente envolveu Uma viatura Toyota Dina que transportava cerca de vinte pessoas, incluindo uma equipa de futebol que participava num torneiona zona de Ribeira dos Bodes a quando das festividades da padroeira desta localidade, Santa Clara.

Já perto da cidade, um pouco depois do alcatrão, na zona de Fundão, o condutor terá perdido o controlo da viatura, este que ficou com as rodas para cima. Não há ainda dados concretos, mas, pelo que constatamos, o excesso de velocidade pode estar na origem do acidente.

O condutor, Joao Evangelista de 56 anos de idade, terá morrido no local devido a um traumatismo e só foi retirado do carro quase duas horas depois do acidente pois estava encurralado.

Já no Centro de Saúde, imediatamente foram mobilizados todos os enfermeiros e doutores que estavam perto para ajudar na situação.

Tempos depois, soube-se que um jovem de 29 anos cujo nome ainda não sabemos, não resistiu e morreu também devido a um traumatismo.
Três jovens foram evacuados para São Vicente, segundo a doutora Janilsa Silva, só com fraturas, nada grave, 4 ficaram em observação e os outros foram liberados.

Pelas informações que tivemos podemos dizer que foram cerca de 20 pessoas envolvidas neste trágico acidente.

Este é o terceiro acidente que acontece desde junho no concelho do Porto Novo, todos eles com vitimas mortais.
 
Arilizia Rodrigues- RCV
Disponibilizado online por Cláudia Livramento


Reportagem com a jornalista Arilizia Rodrigues



Relacionados

Comentários

Publicidade