Notícias

Situação que se vive hoje na ilha do Maio chega a ser periclitante e de carácter emergencial


Parlamento
24 Jul 2018 Política


A constatação é do deputado do PAICV pelo círculo eleitoral da ilha do Porto Inglês.


No período antes da Ordem do Dia, que só terminou na tarde ontem, Fernando Frederico apresentou o retrato do Maio, como sendo uma ilha em degradação e esquecida pelo poder central e local.

Em resposta o MpD, na pessoa do deputado Carlos Monteiro, apontou alguns feitos que considera positivos para a ilha.

O mesmo fez o ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abrão Vicente, que em representação do Governo, negou as afirmações da oposição que pede, ainda assim, mais atenção para a ilha do Maio.
 
O PAICV diz-se preocupado com a ilha do Maio e a situação em que vivem os munícipes. O deputado da bancada parlamentar do PAICV, Fernando Frederico, deixa entender que há um elevado nível de estagnação e marasmo na ilha advenientes da falta de compromisso por parte do Governo central, dos efeitos da seca e do mau ano agrícola, cujo plano de mitigação, diz, não tem dado resposta.

Devido aos problemas porque passa a ilha do Maio, o PAICV apelou por uma intervenção urgente por parte do Governo. Contrariamente, o deputado do MpD, Carlos Monteiro, diz que há sinais positivos na ilha onde a realidade é hoje completamente diferente.

Além da ilha do Maio, o concelho de São Domingos, em Santiago também mereceu a atenção dos deputados na tarde de ontem, no Parlamento.


Hermen Alfredo RCV
Disponibilizado online por Mário Almeida

Comentários

Publicidade