Notícias

Conselho de Ministros aprova resolução que cria a Comissão para a Proteção e Valorização do Património Cultural Subaquático


Património Subaquático
22 Jun 2018 Cultura


O Governo pretende criar as condições para o depósito da legislação que ratifica a Convenção Internacional da Unesco sobre o Património Subaquático da UNESCO a que Cabo Verde aderiu em 2001.


Nessa perspetiva que o Conselho de Ministros aprovou ontem uma resolução que cria a Comissão para a proteção e valorização do património cultural subaquático.

A missão da comissão é clara, esclarece o ministro da Presidência do Conselho de Ministros que a competência principal da comissão é propor ao Governo a legislação especifica para cumprir o espírito da Convenção Internacional sobre o Património Subaquático.

No fundo o Governo quer saber onde está o património cultural subaquático. No entanto, é sabido que há investigação feita. Emanuel Charles de Oliveira é autor do livro "Cabo Verde: na rota dos naufrágios, publicado em 2005, e co-autor, juntamente com o francês Erwan Savin, do documentário "Cabo Verde - uma história imersa" estreado em Novembro do ano passado.

E um dos locais onde abunda riqueza subaquática é precisamente a baia da Cidade Velha, Património Mundial, cujo plano de gestão, horizonte 2022, está em curso de preparação.
 
E é nesse quadro que o Instituto do Património Cultural promove, em parceria com a Câmara Municipal da Ribeira Grande, um workshop "Cidade Velha, Património Mundial, um pólo de investigação por excelência: que mecanismos para aproveitar esta potencialidade". O conferencista é o historiador António Correia e Silva.


MCSA - JVC - RCV


Fernando Elisio Freire- Ministro do Conselho de Ministros



Relacionados

Comentários

Publicidade