Notícias

Que modelo de ensino para Cabo Verde?


Manuel Lima - Presidente da Bolsa de Valores de Cabo Verde
19 Jun 2018 Economia


Esta é uma questão que a Bolsa de Valores de Cabo Verde quer ver respondida.


E este é o pano de fundo do sexto fórum no quadro do vigésimo aniversário da Bolsa que decorre hoje à tarde nas instalações do Instituto Superior de Ciências Económicas e Empresariais, na Praia.

Em concreto vai estar em debate o papel das universidades, ensino secundário e Institutos de Formação Profissional na formação de quadros técnicos para o sistema financeiro.

Em entrevista à RCV, o Presidente do conselho de administração da Bolsa de Valores de Cabo Verde interroga-se, "que modelo de ensino que melhor se adapta aos novos tempos"?

No fundo, o que pretende a Bolsa de Valores Cabo Verde é a introdução da educação financeira nos curricula.

Manuel Lima reconhece que o empreendedorismo introduzido no ensino secundário é melhor do que não ter nada mas ainda é pouco.

O sexto fórum, vigésimo aniversário da Bolsa de Valores Cabo Verde, começa às 14 horas no ISCEE, na Praia e conta com a presença do Secretário de Estado para a Educação, Amadeu Cruz.


MCSA - RCV


Manuel Lima - Presidente da Bolsa de Valores de Cabo Verde

Comentários

Publicidade