Notícias

Inscrição dos escritos de Amílcar Cabral no programa Memória do Mundo da UNESCO


28 Mai 2018 Cultura

A inscrição dos escritos de Amílcar Cabral no programa Memória do Mundo da UNESCO deverá ser apreciada, no mês de Julho, na ilha do Sal, na Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da CPLP.

O pedido foi feito pela Fundação Amílcar Cabral que agora espera o apoio de todos os Estados lusófonos.

A Fundação Amílcar Cabral elegeu como seu desafio primordial para o biénio 2018-2019 a inscrição dos escritos do seu patrono no programa Memória do Mundo da UNESCO.

A fundação acredita que esta iniciativa audaciosa e pioneira em Cabo Verde, representa uma condição indispensável para a plena valorização, preservação e divulgação do líder histórico da independência da Guiné-Bissau e Cabo Verde.

Neste processo, a Fundação Amílcar Cabral espera contar com o apoio de todos os Estados membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.

O presidente da Fundação Amílcar Cabral, Pedro Pires, está a sensibilizar as autoridades nacionais para esta iniciativa, por isso foi recebido hoje pelo Chefe de Estado, Jorge Carlos Fonseca.

Para a Fundação Amílcar Cabral, a grande influência que Cabral teve na Guiné-Bissau e Cabo Verde, nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa e em África, em geral, a inscrição pretendida, mais do que um desejo, é uma necessidade histórica.
Amílcar Cabral é considerado por muitos estudiosos como o mais brilhante e fecundo entre os líderes dos movimentos contemporâneos de libertação nacional africano.

O programa Memória do Mundo foi estabelecido em 1992 pela UNESCO, com o objectivo de contribuir para a preservação do património documental mundial, o qual deve ser protegido e estar acessível a todos.

Nélio dos Santos- RCV


Pedro Pires

Comentários

Publicidade