Notícias

Projeto de dois agrupamentos competitivos do queijo de cabra nas ilhas da Boavista e do Fogo foi apresentado na Praia


Queijo do Fogo
25 Mai 2018 Economia


Trata-se dum instrumento gizado pelo Governo e financiado pela União Europeia.


Na sua génese está o propósito de, segundo o coordenador do mesmo, Adalberto Vieira, dar resposta ao nicho do mercado turístico em matéria de fornecimento de queijo.

O projeto tem também uma perspectiva integrada, visando agregar valor ao queijo de cabra produzido na Boavista e Fogo.

Adalberto Vieira apontou, ainda, outra virtude do Projeto, que é a de garantir as condições de vida dos produtores, através do aumento de vendas ao nicho de mercado turístico e hoteleiro.

Quanto aos motivos por que o projeto valoriza a componente agrupamento, Adalberto Vieira explicou que a opção foi ditada pela convicção de que há desafios que só são vencidos, caso haja uma perspetiva de grupo.

No capitulo da qualidade, tida como calcanhar de Aquiles na cadeia de valores do queijo de cabra da Boavista e Fogo, tudo será salvaguardado com a aquisição de equipamentos para o controlo de qualidade, refere o coordenador do projeto.

Este projeto de aumento de competitividade da cadeia de valor do queijo de cabra, produzido na Boavista e Fogo, tem assistência técnica da organização das Nações Unidas para o desenvolvimento industrial.


MCSA - RCV

Comentários

Publicidade