Notícias

Bolsa de Valores de Cabo Verde quer partilhar experiência com instituições homólogas estrangeiras


Manuel Lima - Presidente da Bolsa de Valores de Cabo Verde
11 Mai 2018 Economia


A Bolsa de Valores de Cabo Verde quer partilhar experiencia com Instituições homólogas estrangeiras, visando a sua internacionalização, com realce para o mercado da CEDEAO, sub-região africana onde Cabo Verde está inserido.


A ideia é avançada à RCV pelo Presidente da Bolsa de Valores, Manuel Lima, no dia em que se realiza o 5º fórum 20 anos da Bolsa, evento que acontece no salão de banquetes da Assembleia Nacional.

São vinte anos de uma trajetória positiva diz o Presidente da Bolsa de Valores. Manuel Lima afirma que agora a BVC pretende dar outros passos.

E no processo da internacionalização, o dirigente máximo da Bolsa de Valores realça que se deve aproveitar melhor a presença de Cabo Verde na CEDEAO.

Voltando ao mercado interno, Manuel Lima fala da necessidade de se tirar maior proveito do mercado de capitais.


MCSA - RCV

Comentários

Publicidade